História do Four Seasons
Black-and-white historic photo of families dining in restaurant past doors with painted flowers, vase

1970 a 1979

A década de 1970 começou com um momento decisivo – a abertura de um hotel em Londres, na Inglaterra. Esse hotel deu o tom para a futura direção da empresa e foi pioneiro em muitos dos serviços exclusivos que hoje o Four Seasons oferece em todo o mundo. Em poucos anos, o portfólio da empresa também passou a incluir dez hotéis no Canadá e seus primeiros contratos de administração americanos, em São Francisco e Chicago. No final da década, o Four Seasons havia entrado no mercado americano com sua marca própria em Washington, DC.

1970
Em 1970, o Inn on the Park London (mais tarde renomeado Four Seasons Hotel London) foi inaugurado, logo no início do boom das viagens transatlânticas a jato. Um encontro casual, em meados da década de 1960, havia apresentado Issy Sharp a uma família britânica com uma propriedade na área de Hyde Park e um plano para um hotel. Eles achavam que havia grandes hotéis em demasia em Londres e queriam criar uma alternativa sem frescuras. Sharp tinha uma visão diferente: "Um hotel pessoal e realista. Não para duques ou duquesas, mas para pessoas que querem ser tratadas dessa maneira e são desencorajadas pela formalidade pomposa dos grandes hotéis tradicionais". Seus céticos parceiros britânicos acabaram sendo convencidos. Apesar de competir com nomes famosos como o Savoy, o novo hotel estava praticamente sempre cheio. O Inn on the Park de Londres se tornou o hotel do ano na Europa.
1972
Ao longo de sua história, o Four Seasons tomaria quatro decisões estratégicas que formariam os pilares de sua plataforma de negócios. A primeira foi qualidade. Pequeno, central e bem equipado, com serviço 24 horas amigável e personalizado, o primeiro hotel de Issy Sharp em Londres era exatamente o que as pessoas buscavam na nova era das viagens internacionais a jato no início dos anos 1970. Impulsionado pelo sucesso, Sharp chegou ao primeiro dos quatro pilares da plataforma de negócios do Four Seasons: em vez de ser tudo para todos, o Four Seasons se concentraria em uma coisa: ser o melhor em cada local, com hotéis de tamanho médio de qualidade excepcional.
1976
A segunda decisão estratégica-chave que formou a plataforma de negócios foi serviço. Em meados da década de 1970, a empresa havia voltado sua atenção para o sul. Entrar nesse mercado exigiria uma vantagem, e o Four Seasons decidiu fazer do serviço essa vantagem – o serviço excepcional que tornara o hotel de Londres tão bem-sucedido. Assim, o segundo pilar da plataforma de negócios foi estabelecido: o verdadeiro luxo é definido não pela arquitetura ou decoração, mas pelo serviço. Logo, o Four Seasons deve fazer da qualidade do seu serviço seu diferencial e uma vantagem competitiva.
1976
O Four Seasons entrou no mercado americano com seu primeiro contrato de administração, para o The Clift, hotel inaugurado em 1913 e que visou referência em São Francisco. Após uma grande reforma e poucos anos de serviço Four Seasons, os leitores da Condé Nast Traveler classificaram o The Clift como o hotel número um nos Estados Unidos.
1979
Em 1979, o primeiro hotel americano da marca Four Seasons foi inaugurado na Pennsylvania Avenue, em Washington, DC. Foi o serviço que tornou o hotel especial – ao ponto de o novo Four Seasons Hotel Washington, DC ser apresentado na introdução de In Search of Excellence, de Tom Peters.
请注意,您即将跳转至四季酒店在中国境外运营的网站。
明白